31 de julho de 2019

Começa em Brasília, encontro de TI do Sistema Confea/Crea e Mútua

Plenário do CONFEA (Brasília-DF)

De todo o país – 26 estados e DF – gerentes e integrantes das equipes das gerências de Tecnologia da Informação (TI) dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia (Creas) estão reunidos em Encontro realizado em Brasília, nestes 30 e 31 de julho. Em pauta, Planejamento Estratégico de TI, Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) nacional, integração, fiscalização e georreferenciamento, além da definição de rumos do Sistema Confea/Crea e Mútua, caixa de assistência, que promovem o evento.


A mesa de abertura dos trabalhos e que deu as boas-vindas aos cerca de 45 participantes, foi composta por Cláudio Calheiros e Paulo Guimarães, respectivamente, engenheiro agrônomo e civil, diretor e presidente da Mútua, Joel Krüger, eng. civil que preside o Confea, e Edson Delgado, eng. eletricista e vice-presidente, Renato Barros, superintendente de Estratégia e Gestão (SEG) e Rodrigo Borges, gerente de TI do conselho federal.


Ao se dirigir aos participantes, Krüger disse da “necessidade de avançar na questão da TI”, e agradeceu à Mútua “que colabora com a implantação da ART nacional, entre outras iniciativas”.


Agilidade e reformulação

 

Krüger aproveitou o Encontro para informar que está sendo preparada uma reformulação administrativa do Confea e terá um Departamento de Fiscalização para dar apoio à Comissão de Ética e Exercício Profissional (Ceep). O presidente do conselho acredita que esse departamento e o trabalho da Gerência de TI “são fundamentais  para a integração das ações do Sistema”. Para tanto, ele garantiu investimentos para criação de softwares: “Temos consciência das dificuldades tecnológicas, mas precisamos encontrar solução para essas questões”, afirmou Joel Krüger.


Boas expectativas


Prestigiada pela presença de nove dos 18 conselheiros federais e três superintendentes,  a abertura do Encontro de TI do Sistema Confea/Crea – 2019, além de diretores da Mútua e do presidente do Crea-MG,  Lúcio Borges, eng. civil., foi marcada pelas “boas expectativas” que todos manifestaram ter sobre o Encontro que “deve alcançar seu principal objetivo: integrar o Sistema por meio de ações previamente padronizadas”. 

Ao se apresentarem, cada participante falou da importância da TI e da programação voltada para a formação de grupos e trabalho (GT) para a troca de experiências. Segundo eles, esse diálogo deve projetar uma radiografia da atual realidade dos Creas. O pessoal de TI também defendeu uma reflexão, “ necessária”, segundo eles, “para alcançar maior agilidade e eficácia dos serviços prestados pelo Sistema Confea/Crea”.


Estudos avançados


Enquanto Calheiros falou da disposição da Mútua para continuar a parceria com o Confea - o que permite reuniões dos diversos fóruns consultivos do Sistema -, Guimarães falou da ART nacional: “Estudos estão cada vez mais avançados”, afirmou.
Por sua vez, Delgado destacou as “cobranças” feitas pelo TCU, órgão que fiscaliza as atividades do Sistema Confea/Crea: “Trabalhamos para buscar a unicidade de ação  e este evento, além de atender aos órgãos de controle, revela a necessidade de uma comunicação clara e direta, além da própria fiscalização - principal atividade dos Creas - que deve permear todos os eventos”.


Entre os conselheiros presentes, Annibal Margon, eng. agr.  e coordenador do Ceep, disse que o Encontro permitirá a visualização de radiografia nacional para sabermos como estão as TIs”. 
Também conselheiro, Inarê Poeta e Silva, eng. eletric., por sua vez, disse que o Encontro reafirma  a importância da tecnológica. “Ela é imprescindível para fiscalizarmos, nosso papel principal”.Jorge Bitencourt e Ricardo Araújo, eng. eletric e eng. civil, respectivamente, também conselheiros, consideram o evento “ímpar”.


 

Experiência e conhecimento


Karlos Xavier Góis, do Crea-SE, afirmou que o Encontro “gera as melhores expectativas”.  Rafael Miranda, do Crea-SP, disse que o regional tem uma unidade que gerencia as estratégias de tecnologia e que o Encontro “’é oportunidade de troca de experiências”. Tatiane Becher (Crea-PR) destacou o “conhecimento” proporcionado pelo evento, e Rubens Almeida Jr. (Crea-MG) disse da “importância de se unificar o Sistema”.
“O Encontro deve ser produtivo”, disse David Pedrada Neto, chefe de TI do Crea-AP. “Sem dúvida levaremos informações importantes para nossa casa, disse Mauro Mota (Crea-PE), para quem "a TI sozinha não resolve a questão”, chamando para a participação de outros setores do Confea e dos Creas.


Marcelo Pessoa (Crea-BA), ao destacar a TI, falou que ela  é "coração e cérebro de uma organização”.


Maria Helena de Carvalho

Equipe de Comunicação do Confea

Fotos: Mark Castro/Confea

Leia Também

CREA-AP NAS REDES SOCIAIS

Av. Raimundo Álvares da Costa, Nº 1597 - Central
Cep: 68.900-915 - Macapá/AP
Telefone/Fax: (96) 3223-0318 / 3223-4008 / 3222-3555

Horário de atendimento ao Público

Das 08:00 às 12:00
        14:00 às 18:00

Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amapá